expectativas

maio 1, 2007 § 2 Comentários


Hoje vou falar de expectativas.
Daquelas que ainda preservo e das que não tenho mais.
EXPECTATIVA, segundo o dicionário, é esperança baseada em supostos direitos, probabilidades ou promessas;
esperança; probabilidade.

É um estado ou sentimento que acompanha nosso cotidiano. Pelo menos das pessoas vivas, intensas, empolgadas, empolgantes.
Expectativa é uma espera otimista. Daqueles que acreditam. Pode e, normalmente está baseada em algum fato, atitudes, ação ou previsões. Geraria uma reação. Algo, pois, provável de acontecer.

Há muito tempo já, uma professora minha no mestrado disse, “não deposite tanta expectativa nas coisas, pois tu pode se frustrar muito”. Na época achei que ela estava sendo pessimista demais. Mas hoje, com o passar dos anos e a própria experiência, me dou conta que não é bom ter muitas expectativas.

Especialmente porque as expectativas, normalmente, estão ligadas a fatores externos a nós: a coisas e eventos que podem acontecer, a pessoas que fazem (ou não) parte de nossa vida. Mas sempre “ao outro”: Não dependem só da nossa vontade.
Envolve uma espera. Que às vezes tarda a chegar ou não chega. Uma amiga que marca de vir nos visitar e não vem, uma encomenda que ainda não chegou, o telefonema que nunca chega, o jantar que nunca é combinado, a espera daquela resposta.

E realmente frustra. Entristece. De verdade, nos faz amadurecer, pois não foi a primeira vez que aquilo aconteceu. Também faz-nos conhecer as pessoas. E, principalmente, nos convence de que é melhor viver sem expectativas. Sem esperas. No way.

Ainda que eu sempre vá viver tendo como ponto de vista que toda expectativa envolve PERSPECTIVAS e que por isso, devemos viver apostando no melhor de nós (sem esperar apenas) – e dos outros também, estou convencida de que só a gente mesmo é capaz de superar nossas próprias expectativas.
Nesta via, realmente, vale o verso: “plante o seu jardim, ao invés de esperar que alguém lhe traga flores”.

Anúncios

§ 2 Respostas para expectativas

  • Liliane disse:

    Agora sim, Dani… posso postar! Que lindas as tuas flores. Que sejam bem-vindas para falar de tuas e de nossas expectativas. Nem tao grandes que nunca sejam alcançadas e nem tao pequenas que nao nos façam sonhar. Acho que também tenho aprendido a viver mais o que tenho, mas sempre projetando o melhor. Tentamos pelo menos. Bom resto de semana pra ti!

  • Dani Aline Hinerasky disse:

    pois é amiga… sabe que concordamos em muitos aspectos.
    mas a vida tem me feito ver que o melhor mesmo é não esperar muito das pessoas.
    sou diferente… me dôo demais.
    o que não significa que nao projeto expectativas e perspectivas para a minha vida. MUITAS! E SEMPRE!!!
    Bjocas com saudades de ti

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

O que é isso?

Você está lendo no momento expectativas no Retalhos.

Meta

%d blogueiros gostam disto: