Listas de findiano: trilha sonora

dezembro 23, 2007 § 1 comentário



Listas são uma paixão desde sempre. Mas até então não me arrisca a apontar nem discutir nadinha em território desconhecido, como música, por exemplo.
Aliás, considero uma das melhores companhias depois de quem mora no coração.
Em 2007, as trilhas sonoras tiveram uma participação especial e mereciam mais que um post ou uma retrospectiva, um “grammy” de verdade.
O problema é que em listas, indiscriminadamente, se esquece de alguém.
Enfim, a proposta deste post não é ter uma lista formada de 1 até 10, mas compartilhar e relembrar alguns dos artistas e músicas que fizeram o 2007 melhor. De verdade.
Lado A
Foi a batida eletrônica, e não samba algum que passeu a cobiçar depois de um carnaval em Floripa com uma galera divertida. Invadiram meu playlist os hits de verão. Voltei a ouvir o velho Moby (!!!) e buscar as dicas da Isa (especialista no trance, psy e sei lá mais o quê). Ah
Mas isso foi só o começo, porque a aceleração foi acompanhada pelas melodias pop do nouvelle vague, com a top song “Heart Of Glass“, porque foram milhares as vezes que ouvi.
Num ano de coisas se encaixando, descobri Kaiser Chiefs e senti que “Everyday I Love You Less And Less” foi top hit.

1 2 3 4 (não tem ordem esta lista), mas esta faixa da Leslie Feist está entre as mais executadas e gruda na cabeça que nem chiclé. Absurd – amo, ama, amamos! E por favor 1,2,3,4: tell me that you love me more!
Quem não sai de qualquer playlist são as duplinhas Coco Rosie e Vive La Fête.
Ainda ouço, mas menos.
Ah, mas na linha de noviças divas femininas quem me fisgou de vez foi Lilly Allen. Relutei, não queria saber, demorei pra baixar as faixas, mas “Smile“, ela é fofíssima! Ainda mais ver música + clipe.
Porém “The greatest” é Cat Power. Levei tempo pra baixar e ter tudo dela. Ainda bem que baixei (e viciei!) e Cat “run to me“.
Fui atrás do tempo perdido, baby.

Esse também foi o ano do Beirut (nooooossa! – uma das preferidas), que agora tá com o segundo álbum (“The Fly Cub Cup“) desde outubro – que vazou na internet. E o tanto que é cool esse folk-indie-rock (isso existe?). Não parei de ouvir e não enjôo e ponto. Ainda bem que o Bernardo apresentou eles em 2006.
Bah, tem também uma banda em especial e um álbum celestial, gravado na igreja, do The Arcade Fire, o Neon Bible – gosto de todas as faixas são boas, mas não há o que supere “No Cars Go” (“…between the click of the light and the start of the dream”)!!!
Outro amigo querido que teve a delicadeza de indicar.

Ele pergunta: – “mas tu não gosta de Frusciante? – Eu: – “Não que eu não goste, eu nunquinha ouvi falar
É fato, até aqui músicas só me acompanhavam, eu não acompanhava o mercado fonográfico.
Mas o fato real é: demorei demais pra ouvir John Frusciante. A melhor descoberta do ano, sem dúvida. Merece o troféu retrospectiva. Vale demais ir atrás. Só escutando e escutando milhares de vezes pra saber. Experimente começar por “The Past Recedes“, do Curtains (2004), último álbum. Brigadu Eduardu!

Lado B

Talvez nem esteja mais em tempo de conhecer todos os clássicos e novos artistas da música.
E reconheço que há até certo trauma por causa disso. Mas é talvez por isso mesmo que 2007 tenha sido tão valioso.
Ainda mais depois de setembro, quando também foi apresentada ao Last.fm. Uma ode aos amigos
“Espécie de revolução social” na música e na e-vida neste momento (mas não só, porque dá pra conferir as afinidades musicais).

E como tá esta lista?
Mileumavezes o todo crazzy-folk e total psicodélico Devendra Banhart e minhas preferidas: “Long Haired Child” e “how’s about telling a story“, do álbum “Cripple Crow“.

Bem, longe de querer se enquadrar em algum perfil de ouvinte, quero é estar bem acompanhada de melodias.
Não me importo que meus preferidos sejam artistas cool, cult, ou bandinhas comerciais, moderninhas ou que viraram modinha – nem nada disso. no rótulos.
Embora pareça uma formação musical particular, aqui estão os top-playlist e as particulares “revelações do ano”.

Mas onde estava mesmo?
Ah tá. Uma hora tem que terminar. Mas como eu não ia colocar aqui TV on the Radio, Strokes, The Libertines, Franz Ferdinand, Radiohead?!!! E Los Hermanos... Fora os nacionais…
aiaiai, nunca dou conta das minhas listinhas… e agora entendo porque 4 Gb do ipod são insuficientes. =)

fotos:
(1) Cat Power em Show na Filadélfia, 2005. by Shannon McClean
(2) Dani na Redenção, POA/RS, 2007. by Natty Mruz

Anúncios

Marcado:,

§ Uma Resposta para Listas de findiano: trilha sonora

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

O que é isso?

Você está lendo no momento Listas de findiano: trilha sonora no Retalhos.

Meta

%d blogueiros gostam disto: