Outono é a tendência

abril 22, 2012 § Deixe um comentário

São quase sete horas, estou com chimarrão novo na mão, atirada no sofá, e já é noite lá fora. Parou de chover, chegou a frente fria. É OUTONO!!!

É o-u-t-o-n-o!!!
Sim, e sabem o que isso quer dizer?

É legal de passar o final de semana atirada na cama ou no sofá, lendo a revista preferida ou aquele livro que há tempo tempo estamos por terminar..

É a época gostosa de namorar em casa. Ou mesmo de ouvir música dor-de-cotovelo. Né?!

E a luz? Eu gosto da cor do sol nessa época, uma luz linda que até parece melancólica nos primeiros dias mais frios, mas é nas pessoas nas ruas e parques (e até nas folhas) que a gente enxerga um “ar quente” como o do verão e um brilho esperançoso como o da primavera. Sou fã demais desses meses pós-verão, mas também porque é quando é uma data especial para mim…

It’s autumn on my birthday! – Acabo de ficar mais velha (11 de abril), começou MEU ANO NOVO e, pra mim, é o período de fazer nova listinha de planos. Adoro listas! Tantas coisas eu desejo pra 2012… Além de terminar a tese, começar devagarinho a reforma do meu apartamento e me comprar um telefone novo. Prioridades!

A gente pode tomar litros de chimarrão, chá (baunilha o meu preferido!) ou café sem suar. E junto comer massa-folhada (ou uma tortinha).

É legal que a gente já nao precisa mais checar a depilação todos os dias. Nem a pedicure.

É também a época ideal pra ver e rever filmes que fazem pensar e que de alguma forma nos situam no mundo com as histórias de vida. Algumas são idealizadas, romantizadas ou sofridas demais. Mas de um ponto de vista querem dizer alguma coisa. Os filmes pra mim são uma companhia e, por exemplo, dão sentido para um fim-de-semana. Além disso, a vida é cheia de sentidos… né… e os filmes servem pra nos lembrar disso.
Aqui eu deixo algumas sugestões (aleatórias) de filmes que eu gosto muito do roteiro e das quotes memoráveis (em desordem de importância):

You’ve got mail (Mensagem para Você) <3 <3 <3

A delicadeza do amor (La délicatesse)

Ironias do Amor (My Sassy Girl)

Bonecas Russas (Les Poupées Rousses)

Antes do Amanhecer (Before Sunrise) e Antes do Pôr-do-sol (Before Sunset) – Estes não podiam estar fora da lista!!!

No outono parece ainda mais gostoso de intercalar o trabalho com minutos de “tumblering” ou Pinterest (embora eu use raramente este último). Não descobriram terapia melhor ainda do que esta edição pessoal de imagens por reblogagem. Amo muito o TUMBLR.

E o que eu mais amo: HORA DE VOLTAR A USAR BOTAS (PRA VALER!) LENÇOS E ECHARPES.

Está aberta oficialmente a temporada dos cardigans, VOILÀ. :)

E o que vocês gostam no outono?

Anúncios

you’ve got mail

março 20, 2012 § Deixe um comentário

Meus alunos me contaram que e-mail é coisa do passado. Que agora só usam e-mail no trabalho, ou trocam msgs no “face” (Facebook), ou torpedos e tãrã rã…

Pensei e falei: QUE PE-NAAAAAA…

Porque o e-mail (grande invenção do Tommlinson em 1970!), que já foi o uso mais popular da Internet, mudou a minha vida mais de uma vez. Trouxe sentido. Em 2002. E em 2011.

Tipo isso:

SABE O QUE EU QUERO DIZER, né?

Que a vida e os e-mails continuem. No dia 12 de janeiro, no dia 08 de março e no dia 20 também. Sempre.
:)

Je vous embrasse plus fort.
Dani.

.
.
.

A mágica dessa coisa chamada amor

março 16, 2012 § 2 Comentários

Olhem a gra-ça que é esta campanha publicitária da Tiffany’s: “Kids talk about true love“. E olhem até o final, por favor.

.
.
Até os 26 anos eu pensava como estas crianças. Cresci com uma concepção (bem tradicional) de amor e acreditava nisso.
Sei lá se por causa de filmes, livros, músicas, ou mesmo da minha família…
O fato é que a gente acaba associando a ideia de amor verdadeiro a “conto-de-fadas”, a pedidos de casamento, a metáforas de compromisso representadas por anéis – delicadezas raras. Raras.

O que essas crianças ainda não sabem, talvez, não seja apenas como os bebês vêm ao mundo; ou que decidir por um “nós”, com ou sem aliança, não é uma certeza ou uma segurança. Mas que os encontros não são
comuns.

Ah, tão difícil é apostar em alguém quando se é jovem… e vai ficando menos provável encontrar alguém “disponível” quando se passa dos 30. Né.

Pode ser que em 2012 (diferente do que eu pensava em 1985 ou 1995), “true love” seja enxergar as possibilidades dos encontros fora de nós mesmos. Do nosso “autismo” provocado, induzido ou inato.

Encontros que podem estar diante da nossa rotina, naquele espaço que não ___________ abrir para outros.

É um pouco o que eu senti ao assistir o filme MEDIANERAS (trailer abaixo).

Porque ele aborda de forma lúdica e atualizada esses encontros nas cidades, sem bravos príncipes e perfeitas princesas, mas com seres humanos na sua potência máxima: a fragilidade. Tudo o que comunica o “gap” entre viver sozinho, estar sozinho-juntos e estar-juntos-sozinho.
O mais interessante é que Medianeras retira da internet a única culpa pelo isolamento, tristeza e solidão (cliché geral), e sugere outros elementos, como a arquitetura dos prédios e a rotina, por exemplo.

O quê nos “descola”, afinal?
Mas o que nos “cola” – o que nos aproxima?

É na busca dessas respostas e na (contínua) certeza de que “true love will find you in the end“. Don’t give up!, que eu indico o filme!

meu abraço mais forte,
Dani.

Casal 20 do street-fashion

fevereiro 2, 2012 § 1 comentário

Nesta quinta à tarde, Garance-Doré, a mais famosa blogueira de street-style (francesa), casada com o também hoje mais bem pago “style-hunter”, Scott Schumann (The Sartorialist), postou no Twitter dela um vídeo chamado “A month in Fashion” (Um mês de Moda).

.
.
AVISO IMPORTANTE: Se você gosta ou trabalha com fotografia, moda, “street-style” (ou coisas do tipo) ou é romântica/o, aconselho nem olhar.

É um vídeo lindo. Mostra a moda, esse mundo que tentam sempre tornar inatingível aos mortais, difícil – e muito criticado -, é verdade, com sensibilidade. Com uma boa edição (e também bem divertida) e a música mais “cliché” do mundo (mas que eu achei apropriada) dá para sonhar que nem tudo são aparências nem hipocrisia nesse circuito.
Nesse circuito que é tão bonito, tão cheio de gente trabalhando e outros tantos “modelos” prontos e preparados (não importa). A gente sabe…

Over the rainbow“… é possível trabalhar nesse “métier” apaixonante estando apaixonados. É o que provam Garance e Scott, há alguns anos.
.
.

Por isso, uma ode, hoje, ao casal mais fofo do street-style, também com algumas fotos que eu fiz deles, em outubro, em Paris na fashion week.

.
.
.
What a wonderful world“! né.
:)

E não dá vontade de largar tudo e dar um jeito de trabalhar assim?

Je vous embrasse toujours.
Dani.

[Mais fotos da Paris Fashion Week]

Paris e os sonhos de Natal

dezembro 24, 2011 § 9 Comentários

Pensei em não postar nada porque eu não sabia o quê escrever nesse intervalo entre final e início de ano. Porque o-fim-e-o-começo podem ser difíceis. Como fazer escolhas. Mas podem ser simples também. Como acender e apagar as luzes.
Podem ser o ponto-de-encontro. Podem ser um novo começo.
A luz da qual todos os dias estamos indo atrás.

Mas escolhi escrever sobre SONHOS REALIZADOS.

Minha pesquisa e meu trabalho em Paris, em 2011, meus amigos, minha rotina, a flanerie e tudo o que agarrei com olhos e saliva estão entre as coisas mais especiais que eu conquistei na vida.
Porque eu trabalhei m-u-i-t-o por isso. Foi um sonho de muuuitos Natais
.
Neste final de ano, quase voltando para o Brasil, posso dizer que eu me sinto plena no que me propus.
Mas nunca me sinto “no topo”. Seja em Paris ou Porto Alegre. E acho que é assim. A gente sempre tem um lado “loser” que estranhamente tende a sobressair (a aparecer, sabe) quando todo o resto está bem. Porque qdo a gente vai pra direita, a gente não vai pra esquerda, então a gente é sempre um pouco frustrado. Né?

O que eu quero dizer?
Que 2011 foi esse ano incrível de conquistas, mas a verdade é que eu não pude estar junto dos meus amores no Brasil.
Sim, a gente tem que experimentar as coisas, ter projetos e fazê-los, pra poder sentir o quê se quer de verdade.


Paris é e sempre vai ser a cidade do meu coração, onde as luzes são como como glitter, diamantes e lantejoulas v-i-v-o-s nas árvores, nos prédios e nas vitrines!
E eu nunca vou parar de caminhar. Mas eu sei onde estão as luzes que, de fato, fazem o meu olho brilhar.

NÃO PARE DE CAMINHAR TAMBÉM.
Vem comigo!

Os sonhos mais bonitos neste Natal e as maiores conquistas em 2012.
É o que eu desejo bem grande pra cada um de vocês
.

Je vous embrasse fort.
dani. :D
.
.
.
.
.
.
Fotos: por Luísa Loulou

eu queria ser amiga…

agosto 11, 2011 § 2 Comentários

da Miranda July.
Eu já disse exatamente porque aqui, antes.
.
.
Ela fala a língua do meu coração demodê, mas que não é ingênuo.
No dia 11 de agosto do ano passado (por coincidência ou não), meu post era com esta cena abaixo, a mais forte e mais bonita de um dos filmes dela, que tende a nos fazer acreditar no amor.

Este dia 11 de agosto de 2011 é um dia bem especial e diferente do que há um ano atrás, no coração. E talvez PARIS seja só o primeiro passo pra pensar na Tyronne. E bom, meu Richard você sabe quem é. né.

beijones e feliz 5.

.
.
{o diálogo da cena está traduzido todo no post}

Johann Pachelbel no metrô

julho 29, 2011 § 2 Comentários

Chorei.
Com essa Orquestra que está seguidamente em Chatêlet, quando passo pela estação.


Johann Pachelbel no metrô. a video by hinerasky on Flickr.

.
.
.
.
You obviously know what I’m talking about.
ahn?

beijones.

[Aqui uma versão linda]

Onde estou?

Você está navegando em publicações marcadas com amor em Retalhos.

%d blogueiros gostam disto: