Retalhos em novo endereço

maio 31, 2012 § Deixe um comentário

Você viu que mudamos para um endereço PONTOCOM?

Acessa: http://retalhosdemoda.com/

Clica e confere MAIS DO MELHOR!

Vem, vem, vem, vem, que eu tô esperando!

Beijones

Dani Hinerasky

Anúncios

mais velha e de batom vermelho

abril 10, 2012 § Deixe um comentário

e aquele tantinho louca também, como canta Mallu.
belezura de clip e música. de suspirar.

Nem vem tirar meu riso frouxo que hoje eu passei batom vermelho. o/
.
.
.

beijones!
:)

Terry, hoje é Dany’s Diary

março 16, 2012 § Deixe um comentário

O dia em que Terry Richardson posou para mim.

Sou muito fã do blog dele, da pose para as fotos com o DUPLO OK.
Sou fã do estilo autêntico, do mesmo look e serenidade onde quer que ele vá: camisa, jeans, aquele óculos simpático. Em mim dá tranquilidade, segurança…

Um duplo OK pra vocês, em tudo, tipo esse. :)

Ou um original dele:

blogueiras: íntimo e pessoal

março 13, 2012 § 2 Comentários

As marcas têm esse tanto de inspiração, de aspiração, e de projeção nas modelos e celebridades que contratam, né.
Porque claro, nós, humildes seres humanos, tomaríamos (e tomamos) aquelas referências estéticas para nós.

Não estou falando de Monange que mostra a Xuxa ou a estrela da novela das nove, mas dessas campanhas publicitárias de marcas importantes (Tiffany, Net-à-Porter, Corello, Massimo Dutti, Coach Rag & Bone), que convidam uma outra categoria de celebridade, não menos popular. Até pouco tempo atrás, elas eram as formadoras de opinião bem próximas da realidade das leitoras, tinham a mesma rotina e até um guarda-roupa parecido de todas nós.

Me refiro àquelas que fi-ca-ram famosas. São lindas e bem-vestidas (algumas delas ex-modelos), que se tornam modelos de publicidade porque seduzem o público feminino, não pela proximidade com o público, mas: pelo sucesso profissional (como fotógrafas e blogueiras), por serem ícones de estilo, e pelas estratégias dessas campanhas.

Os filmes são bonitos, confessionais, pessoais. Mostram um pouco da intimidade destas “personagens-protagonistas-de-sonho”, ou suas rotinas e seu estilo.
Afinal, qual menina não gostaria de se tornar blogueira de sucesso? Ou, quem não gostaria de ter “roupas de marcas”, ser convidada pra eventos de moda e beleza, parecer com cabelo impecável e tãrãrã?

Olha este filme novinho e lindo com a norueguesa Hanneli (Massimo Dutti),que conheci em Paris:

.
.
.
Garance Doré, Gala Gonzalez, Tavi, Mariah Bernardes, Camila Coutinho, Tatiana Pilão (e outras!) são exemplos de outras blogueiras-modelo.
Isso tem tudo a ver com o que eu venho estudando e com o que Scott Schumman mostrou no The Sartorialist, o fenômeno das blogueiras belas. E é também o que o NYT discutiu há um mês na matéria “<em>‘It’ Girls Work Both Sides of the Camera”.

Embora oficialmente sejam apenas as street-photographers, e o lugar delas continue atrás das câmeras, essas garotas são as figuras marcantes, hoje, no circuito da moda e, junto com seus blogs e seus olhares têm nos feito não só, pensar sobre estilo de rua no “FEMININO”, como querer mais do nosso espelho.

EU QUERO!
Et toi?

Je vous embrasse,
Dani.

.
.
.
Fonte foto: NYT

Casal 20 do street-fashion

fevereiro 2, 2012 § 1 comentário

Nesta quinta à tarde, Garance-Doré, a mais famosa blogueira de street-style (francesa), casada com o também hoje mais bem pago “style-hunter”, Scott Schumann (The Sartorialist), postou no Twitter dela um vídeo chamado “A month in Fashion” (Um mês de Moda).

.
.
AVISO IMPORTANTE: Se você gosta ou trabalha com fotografia, moda, “street-style” (ou coisas do tipo) ou é romântica/o, aconselho nem olhar.

É um vídeo lindo. Mostra a moda, esse mundo que tentam sempre tornar inatingível aos mortais, difícil – e muito criticado -, é verdade, com sensibilidade. Com uma boa edição (e também bem divertida) e a música mais “cliché” do mundo (mas que eu achei apropriada) dá para sonhar que nem tudo são aparências nem hipocrisia nesse circuito.
Nesse circuito que é tão bonito, tão cheio de gente trabalhando e outros tantos “modelos” prontos e preparados (não importa). A gente sabe…

Over the rainbow“… é possível trabalhar nesse “métier” apaixonante estando apaixonados. É o que provam Garance e Scott, há alguns anos.
.
.

Por isso, uma ode, hoje, ao casal mais fofo do street-style, também com algumas fotos que eu fiz deles, em outubro, em Paris na fashion week.

.
.
.
What a wonderful world“! né.
:)

E não dá vontade de largar tudo e dar um jeito de trabalhar assim?

Je vous embrasse toujours.
Dani.

[Mais fotos da Paris Fashion Week]

Sartorialista

outubro 27, 2011 § 4 Comentários

Tive meus dias de sartorialista na Paris Fashion Week Prêt-à-Porter Verão 2012 (aqui fazendo menção ao mais conhecido blog de street-style The Sartorialist), porque ganhei uma câmera semi-profissional e uma lente 50mm. É o que ajuda muito para o nosso “olhar” ficar ainda mais bonito, mas ainda tenho que aprender quase tudo sobre fotografia manual.

Então depois de sete dias correndo de porta-em-porta de desfiles, lotados de fotógrafos (profissionais e amadores também), esses retratos (os que eu mais gostei) são, para mim, como retalhos de um mundo onde anônimos querem um pedacinho de visibilidade – a chance de serem notados. Sonham com o seu momento como “modelos”, como referência de estilo, como webcelebritie. No mínimo, são pessoas que não se importam com “flashes” e sabem encarar a lente de uma câmera (algo que minha timidez inibe). Um salve para elas!
Alors, meus fashion-retratos de Paris.


Cada um com seu modo de viver a moda. E tantos modos de ver. O que está na moda e para onde a moda vai? – me pergunto.
Os gurus de tendências talvez tenham pistas, mas a gente também pode arriscar – mesmo com essas fotos em plano mais fechado: looks simples, cores, e P&B também, chapéus, penas e plumas e pelos, acessórios marcantes e batom vermelho – está nas bocas. Batom vermelho!
Mais que pistas de moda, porém, a meu ver, essas coisas todas que eu falo e tento mostrar carregam uma fala e um dado importante: “queremos mostrar algo, precisamos (nos)mostrar, ou temos algo a mostrar”.
E é a roupa que é (e tem sido) o suporte para este grito.
!PONTO DE EXCLAMAÇÃO!
Né?

Je vous embrasse,
Dani @hinerasky.

retalhos da pós-fashion-week

outubro 17, 2011 § 2 Comentários

Eu tenho muitas coisas para compartilhar aqui desde o final de setembro. Tive experiências incríveis, vivi momentos lindos, me superei no trabalho, fui a lugares e restaurantes ótimos, vi tanta informação e imagem, tanta novidade e também tanto mais-do-mesmo.
Mas as ideias, as emoções, as palavras e as coisas precisam de um tempo de maturação. E eu ainda preciso pensar sobre o que vem por aí…
Então eu resolvi escolher algumas PALAVRAS-CHAVE das últimas semanas. Os meus retalhos: street-fashion, ângulos, frio, seminários e reivindicação .

1) STREET-FASHION
A Paris Fashion Week (prêt-à-porter) Primavera-Verão 2012 foi especial porque fez uma semana de veranico e tempo bom (de 27 de setembro a 5 de outubro). Em termos de “street-fashion” (entra e sai de convidados), não posso fazer um balanço se foi melhor ou pior que as últimas edições, em termos de originalidade, moda etc. Mas posso dizer que há um público interessado (os fashionistas?) que participa à margem de tudo – são como os fãs nas portas dos shows. Mas que cumpre um papel.
Quantos aos outros fashionistas – convidados ou não –, vale dizer que eles se preparam para ir a cada desfile, como se fosse a um evento social do tipo baile ou casamento. Alguns são mais low-profile, claro. Mas ali se encontram os “posers” em looks pensados (elaborados), alguns extravagantes e outros até surreais (tipo fantasia). Oh:

2) ÂNGULOS
Existem muitos MODOS DE VER Paris: o ponto de vista turístico, o dos nativos, o dos fotógrafos profissionais, o dos fotojornalistas… Na capital da principal fashion week do mundo, as ruas e seus múltiplos enquadramentos são um lugar para “ver” e “ser visto”. E na porta dos desfiles os fotógrafos e blogueiros profissionais têm reclamado esse excesso de curiosos com uma câmera na mão ou a presença de blogueiros e “fotografantes” anônimos (em excesso). Pulverizou. O street-fashion está saturado.

Mas aí reside um ponto central da discussão, a meu ver. Existem muitos ângulos e pontos de vista sobre a moda de rua, ou da porta dos desfiles. Experts ou blogueiros podem apontar para onde a moda vai a partir de detalhes que se repetem entre esses looks, isso é verdade, sabemos.
No entanto, acho menos importante o quê as pessoas vestem, e mais fundamental AS RELAÇÕES QUE ESSA ESTÉTICA DO STREET-FASHION (quase sempre pouco convencional) PERMITE ESTABELECER. É um desejo de comunicar/interagir que acaba por se concretizar, seja nos parcos diálogos ali entre esse “repórteres”, ou nos blogs, mais tarde. Por isso que não é ruim todo esse povo ali na frente.Mas como falo em ângulos, esse é o meu. Um ponto de vista.

3) FRIO
O outono chegou de verdade e as temperaturas baixaram. Preciso comprar luvas.

4) SEMINÁRIOS
Minhas aulas começaram para valer. Tenho seminários toda semana. Encontrar o meu orientador, portanto, me faz lembrar que eu tenho que trabalhar na pesquisa. Significa: ter uma rotina de estudos mais séria. Mas como fazer isso sempre, sabendo que Paris está ali fora?

5) REIVINDICAÇÃO
Eu moro bem pertinho da Bastille, que é onde ocorrem todas as manifestações e reivindicações em Paris, seja pela paz mundial (como teve neste dia 15 de outubro – foi no mundo todo), seja por empregos e melhores salários ou contra o Sarkozy, como na semana passada (foto). A França, e Paris também, está passando por dificuldades (vocês talvez saibam melhor). A Europa em geral não vai bem em termos financeiros…

Alors, a palavra “reivindicação” é chave para mim, porque ela solicita AÇÃO. Do outro, mas penso que, principalmente, de nós mesmos. Acho que às vezes a gente reclama demais, espera demais dos outros, reivindica demais, mas age pouco. Esta semana e hoje em especial, eu olhei para dentro de mim e pensei: O QUE EU ESTOU FAZENDO POR MIM? Segue a luta!

.
Espero que gostem das fotos da fashion-week, gente. Estou começando a postar as fotos no Flickr.

A última imagem é deste menino, na porta do desfile da Louis Vuitton, que estava com a mãe, aparentemente alheio ao mundo da moda lendo seu livrinho, mas por sua vez totalmente imerso (Quando eu olhei de longe, juro que não acreditei. Me deu vontade de conversar com ele).

.
AGORA ME DIZ, É POSSÍVEL FICAR ALHEIO À MODA?
NÃO AQUI em Paris!

Je vous embrasse,
Dani @hinerasky

Onde estou?

Você está navegando em publicações marcadas com blogs em Retalhos.